O DIA INTERNACIONAL DA MULHER E O FEMINISMO ATUAL

Ai gente, que preguiça que eu tenho desses “movimentos feministas” de hoje em dia. Enquanto tá todo mundo desejando feliz dia da mulher pras mães, irmãs, namoradas, esposas, eu fico aqui só observando as postagens e os comentários feministas daquelas que anseiam por direitos iguais mas mesmo assim querem ganhar presente hoje. Só consigo enxergar contradições. Já adianto que tudo que estou escrevendo aqui é opinião MINHA e se alguém concordar e se identificar com esse texto, acho ótimo. Caso contrário, por favor nem pensem em começar tretas meninas, estamos no século XXI e existe uma coisa chamada liberdade de expressão, do mesmo jeito que vocês feministas modernas podem publicar as coisinhas de vocês nas suas redes sociais, eu também posso publicar as minhas, ok? Então tá.

Gente, não sou contra o feminismo pelo amor de Deus, eu sou mulher e quero os mesmos direitos que vocês mulheres que estão lendo isso. Mas eu acho que existem formas e formas de buscar essas coisas e não vai ser mostrando os peitinhos na rua e simulando (ou não) a introdução de um crucifixo no ânus que nós, mulheres, vamos conseguir ser respeitadas. Será mesmo que precisamos nos expor ao ridículo dessa maneira pra conseguir um lugar na sociedade? Observem quantas mulheres transformaram gerações e marcaram a história pelas suas ideias, pela sua coragem e valentia, e fizeram tudo isso com uma graça que só nós mulheres temos e que elas souberam usar, artifício dos quais feministas atuais aparentam ter se esquecido.

1

Ativistas do grupo Femen em protesto no Vaticano, em novembro de 2014.

O pior de tudo é ler frases do tipo “…parabéns pra você mulher que cuida da casa, dos filhos, do marido, e ainda arruma um tempinho pra cuidar de você.”, “…no dia de hoje, não me dê flores, me dê respeito.”, “…no dia de hoje, deixe o cartão de crédito com ela!”… e por aí vai. Gente, isso me dá tanta preguiça, sério. Isso é coisa de quem quer direitos iguais? Parem de ser hipócritas! Tá todo mundo vendo você pagar de feminista e brigar com a amiga pelo boy que tem o melhor carro! Será que é tão difícil estudar, ser alguém na vida, adquirir a sua independência financeira e se impor como mulher? A não ser que você tenha nascido em berço de ouro e seja Ryca (o que não é o meu caso), você deve correr atrás do seu crescimento profissional e pessoal e é só assim que nós, mulheres, conquistaremos o espaço que tanto almejamos na sociedade. Uma mulher bonita é forte, independente, cuida de si própria, dos filhos, da casa, do marido/da esposa e ainda trabalha! Sabe por quê? Porque ela forma, junto com seu (sua) companheiro (a), um casal que está ali pra somar. E não, ela não aceita menos que isso, mas ela vai aceitar o jantarzinho do boy sim, pois ela vai pagar próximo restaurante para que os dois possam equilibrar as finanças. Não é isso que vocês querem? Direitos iguais? Vocês, feministas modernas, generalizam demais as coisas e exageram em certos aspectos. Gente, não to defendendo os homens, ok?  É claro que existem casos e casos de assédio, agressão, estupro, etc., mas não vou entrar nessa questão pois, pra mim, tudo isso é CRIME. Eu só acho que vocês tem que parar de se contradizer, vocês querem destaque no dia de hoje, mas reclamam de dividir a conta, reclamam se o cara não puxa a cadeira pra vocês (eu reclamo!) e querem sair por aí pagando peitinho e gritando por direitos iguais? Ah gente, pára. O dia 8 de março não é um dia de comemoração e muito menos um dia comercial. É uma data histórica. Nesse mesmo dia do ano de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos de NY fizeram uma greve reivindicando melhores condições de trabalho, redução da carga horária e melhoria salarial (pois o salário delas era basicamente um terço do salário que os homens, que praticavam quase o mesmo serviço que elas, recebiam). A manifestação foi reprimida e as mulheres foram incendiadas dentro da fábrica, aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas. Essas mulheres SIM eram FEMINISTAS! E é por isso, por esse acontecimento, que o dia 8 de março foi oficializado como O DIA INTERNACIONAL DA MULHER.

2

Ativistas do grupo Femen no Brasil.

Toda mulher merece respeito e voz, assim como todo ser humano. Então se querem protestar, protestem, mas reflitam antes de fazê-lo. Na maioria das vezes, vocês, feministas dos dias atuais, entram em contradição pois, quanto mais peito você mostra, mais o homem vai lhe enxergar como objeto, e a intenção é o oposto disso, não é mesmo? Bom, cada um usa seu corpo como quer e quem sou eu pra dizer o que é certo ou errado? Ninguém é Deus não. Mas tem gente enfiando crucifixo na bunda, GENTE ISSO MI INDIGUÍNA! O que tá acontecendo? Que respeito é esse que esse povo quer? Não existem melhores formas de defender nossas ideias não? Veste uma roupa, pára de drama e vamo estudar, só assim chegaremos ao topo!

E mais uma vez eu peço, por favor, não comecem tretas. Opiniões contrárias existem milhões, mas vamos nos respeitar e saber expor de forma educada, o aprendizado é resultado de discussões saudáveis.

Beijos, Babi Bilharinho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s