10 MOTIVOS PARA ASSISTIR YOUNGER

Sabe aquela série leve, divertida e que faz com que você perca a noção do tempo assistindo uma temporada inteira em um só dia? Acredito que cada um de vocês tem suas séries favoritas e sempre tem uma (ou duas, ou três) que faz com que a gente se apaixone mais, não é mesmo? Depois de ter passado por Dawson’s Creek, Gilmore Girls, Sex And The City, The OC, One Tree Hill, 90210 e Gossip Girl, confesso que desacreditei que haveria outra série com uma temática interessante – até eu começar a ver PLL e viciar. Mas não, o post não é sobre PLL, não dessa vez. YOUNGER!Não gosto de séries de fantasia, zumbis, vampiros, dragões, etc., apesar de saber que TWD e GOT, por exemplo, são séries super famosas e bem aceitas pelo público – todo mundo que eu conheço assiste isso – mas, enfim, apenas não chamam minha atenção, não curto o tema e pronto. Gosto daquele tipo de série que faz a gente rir e chorar no mesmo episódio, que nos ensinam coisas e, é claro, que tem um bom figurino, o que é bem o caso de Younger!
Eu não sei como eu nunca falei dessa série aqui no blog, já tem tempo que quero mostrar ela pra vocês. Resumindo, Younger conta a história de Liza, uma mulher de 40 anos de idade que finge ter 26 para conseguir retornar ao mercado de trabalho após um divórcio. Ela passa a ter, então, uma vida dupla, nos proporcionando boas risadas com as aventuras que apronta. Não quero contar muito, tenho certeza que após verem o primeiro episódio vocês já vão querer continuar assistindo a série toda! Então listo aqui dez motivos para assistir Younger!

  1. Nico, Nico, Nico: Nico Tortorella, o Jacob de The Following, interpreta Josh, um músico que se apaixona por Liza quando a confunde com uma jovem de vinte e poucos anos – e é daí que ela tem a ideia de mentir sua idade. Eles têm um relacionamento na série, o que faz com que ele seja quase um protagonista, aparecendo bastante em todos os episódios, fazendo a gente mais feliz, porque né! images
  2. Curta duração: Os episódios são curtinhos, tendo apenas 22 minutos cada. Dá pra encaixar em qualquer brechinha de tempo que tiverem no dia de vocês, apesar que vai ser difícil assistir apenas um episódio, logo acaba um e a gente já quer ver outro.
  3. Hilary Duff está de volta: E com o cabelo mais lindo do que nunca! Ela é Kelsey, editora super antenada e best de Liza na empresa. Fugindo dos padrões skinny de beleza, posso dizer que ela é a nova S., quando verem os looks vão concordar comigo, um mais lindo que o outro! Kelsey!
  4. Girl Power: A série aborda o feminismo com muita sutileza, dando poder ao sexo feminino. Younger mostra a vida de mulheres bem sucedidas, modernas, independentes e poderosas, o que é super inspirador!
  5. Manhattan: A história se passa na fantástica Big Apple, cujas ruas são recheadas de pessoas bonitas com looks bonitos! Sem contar que GG também era gravada em Manhattan, e qualquer coisa que nos remeta ao Upper East Side já faz brilhar os olhos! Yellow Cab!
  6. A atuação de Sutton Foster: Sim, ela brilha. A atriz tem 41 anos e consegue facilmente se passar por alguém de 26! Ela já havia feito alguns documentários e participações em séries como Law & Order e Gilmore Girls, mas acredito que Younger esteja sendo seu primeiro trabalho de destaque, muito bem merecido por sinal.
  7. Friendship & Fun: Liza e Maggie são bests desde a adolescência e, quando Liza conhece Kelsey, logo ficam íntimas, conhecendo também Lauren e formando um grupinho super cool que nos faz rir do início ao fim dos episódios. Friendship!
  8. Figurino: Não é Gossip Girl, mas é quase! Sim, elas se vestem muito muito muito muito bem! Na minha opinião, depois de GG é série com os melhores looks!
  9. #TeamJosh X #TeamCharles: Enquanto Josh leva Liza de volta às aventuras de sua juventude, o chefe da empresa, Charles, conquista a protagonista com as delícias da maturidade. As confusões e indecisões de Liza divertem o telespectador e até nos deixam dúvidas a respeito de qual boy ela deveria escolher. Josh X Charles
  10. Lauren Heller: Lauren é uma figura! Doidinha de pedra, exagerada e divertida, ela é o ponto chave do humor na série. Ela é tipo aquela amiga que está sempre disposta a ajudar da maneira mais atrapalhada possível, nos garantindo boas risadas com suas loucuras diárias. Lauren Bom, eu poderia listar mais um monte de motivos pra vocês assistirem Younger, mas eu ia acabar dando spoiler – mais ainda né?! Enfim, Younger é uma série moderna que aborda a vida de mulheres independentes de uma forma envolvente e divertida. Ela é exibida pela emissora TV Land desde 2014 e está agora na sua terceira temporada. Dá pra assistir na internet mesmo, mas é meio difícil achar. Eu estava vendo pelo site da Hilary Duff, mas ele entrou em manutenção então agora estou vendo por aqui!  Depois de fechar as mil propagandas e janelas que abrem dá pra ver direitinho, rsrs… Espero que gostem, depois me contem o que acharam!

Beijos, Babi Bilharinho.

3 DICAS DE FILMES DA LEIGHTON MEESTER

Boa noite! Hoje vim trazer pra vocês três sugestões de filmes bem legais protagonizados pela Leighton Meester. Já havia feito um post sobre The Oranges mas, além dele, há mais dois filmes que assisti recentemente e amei! Já aviso que, se forem assistir, verifiquem a classificação indicativa do filme viu?! Os três filmes apresentam temas um pouco “polêmicos”, mas mostrados de forma extremamente sutil e envolvente.

Like Sunday, Like Rain: O filme conta a história de Reggie, um menino prodígio de família rica que vive em uma mansão em Nova Iorque. Seus pais, por estarem sempre ausentes, contratam Eleanor (Leighton Meester) para cuidar do garoto e ela aceita o emprego, já que acabara de perder seu trabalho de garçonete devido aos “barracos” que seu namorado dava no restaurante. Eleanor vai morar na mansão e começa a viver uma rotina diferente da habitual, se dedicando totalmente a Reggie, que é forçado a aprender como é a vida fora do seu mundo de riquezas quando uma emergência na família de Eleanor faz com que ela tenha que viajar e, como não encontra ninguém para substituí-la, leva o garoto junto com ela. É uma história sublime de amizade e de descobertas e a atuação de Julian Shatkin (Reggie) é simplesmente perfeita. O filme conta, também, com a participação do cantor Billie Joe Armstrong, que faz o papel do namorado de Eleanor.

Life Partners: Leighton vive Sasha, uma homossexual assumida, carente e imatura. Ela e Paige são melhores amigas há anos, mas essa amizade é abalada quando Paige se apaixona por um médico, interpretado por Adam Brody – o nosso inesquecível Seth Cohen. Enquanto Sasha luta para organizar sua vida desestruturada e repleta de conflitos amorosos, Paige tenta conciliar seu tempo e sua atenção entre sua vida conjugal e sua amizade com Sasha. O filme é leve e foca nos dilemas do cotidiano das duas garotas, além de mostrar as mudanças provenientes do amadurecimento. Bem engraçadinho e ótimo para assistir com as amigas.

The Oranges: Já havia comentado sobre esse filme aqui! The Oranges conta a história de duas famílias cuja amizade é questionada quando David (Hugh Laurie/Dr. House), um homem de meia idade com problemas no casamento, se envolve com Nina (Leighton Meester), a filha de seu melhor amigo. É um filme bem divertido que trata, sobretudo, das diferenças entre valores, escolhas e pontos de vista distintos de cada um. É uma comédia de família, porém, com uma pitada de humor negro. Trata com bastante delicadeza sobre a vontade de se aventurar em novas experiências e as consequências disso, além de mostrar, claramente, como diversos momentos e fases da vida são, quase sempre, incentivados apenas pela necessidade de auto afirmação de nossos instintos. Na minha opinião, é uma das melhores comédias que já vi!

Bom gente, vale muito a pena assistir os três. Tem um outro filme dela, muito bem comentado, que se chama By The Gun, mas o gênero foge bastante dessas comédias gostosinhas de ver e ainda não assisti para comentar sobre. Espero que vocês gostem das sugestões e, se tiverem dicas de filmes, podem mandar também! Vou tentar postar mais vezes, agora com as férias acabando vai ficar difícil conciliar o tempo, mas prometo que tentarei postar pelo menos uma vez na semana!

Beijos, Babi Bilharinho.

DICA DE PLAYLIST: Howler

Bom dia! Animados pro segundo fim de semana do ano? Tenho uma ótima dica de som para acrescentarem aí na playlist de vocês! Recentemente descobri uma banda ótima, mas pouco conhecida. O grupo, chamado Howler, é formado por cinco amigos que estão na ativa há uns 3 anos e achei legal falar um pouco deles aqui, pois acho que nem todo mundo conhece, apesar de seu único álbum – America Give Up, lançado em 2012 – ter sido bastante elogiado pela crítica.
Howler A banda de Indie Rock nasceu em Minneapolis, Minnesota e é formada por Jordan Gatesmith (guitarra e vocais), Jay Simonson (baixo), Brent Mayes (bateria), Max Petrek (teclados) e Ian Nygaard (guitarra). Os caras são super fofos e carregam uma sonoridade descontraída que me remete bastante à divertida “The OC age”, Orange County e Seth Cohen passeando com seu skate em Newport Beach.

Acredito que comparar bandas pode, ou não, ser algo legal pois, por mais que qualquer grupo tenha suas influências, cada um tenta fazer algo único. Pode até haver interferências de uma banda ou outra e é totalmente comum fazermos essas associações, entretanto, as referências da banda são fato, mas acredito que comparações são relativas, cada um ouve e associa o som a algo diferente. A meu ver, “Wailing” é uma mistura de Killers com Strokes e “Too Much Blood” quase pega emprestado os teclados de The Radio Dept. Por mais que as influências da Howler sejam claras, os meninos conseguem fazer algo diferente e com uma pegada quase viciante. Escutem o álbum todo e tirem suas próprias conclusões pois, nessa mistura de influências aí, percebi até uma pitada de Iggy Pop em uma música ou outra.

Beijos, Babi Bilharinho.